Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Home Sweet Home

Este blog é o nosso reflexo. Conheçam as nossas aventuras, os nossos projectos, conheçam-nos a nós.

Home Sweet Home

Este blog é o nosso reflexo. Conheçam as nossas aventuras, os nossos projectos, conheçam-nos a nós.

  • Isto dos títulos, vale de alguma coisa?

    Muita gente tem uma ligação muito forte aos títulos que lhe dão, Dr(a), Namorada, Noiva, Tia, Madrinha, Esposa...

    Isto vale mesmo de alguma coisa?

     

    Sou eu menos tia das minhas sobrinhas do que os tios de sangue simplesmente porque o mesmo ADN não incorpora quem somos?

    Costumo dizer que a minha sobrinha mais nova se fosse "efectivamente" minha de sangue não seria tão parecida comigo... A garota fala como eu, expressa-se como eu, aprende os meus tiques num instante, até no feitio....

    Se algum dos tios, o Carl ou a outra tia tivesse a lata de me dizer que não era tão tia como eles, era bem capaz de lhe esfregar 5 dedos na testa. 

    Que idiotice... não seria de facto se não fizesse as coisas que faço por ela, se não me dedicasse a ela como me dedico, se não ficasse com ela, se não interagisse com ela, se me estivesse a borrifar... 

    Se nada fizesse por ela que me conferisse, o direito até, de dizer sim sou tia dela!

     

    Acho que nisto dos títulos os mesmos devem ser atribuidos por mérito... Tenho familia de sangue com quem não tenho a menor afinidade, e família do coração que amo com tudo o que sou e a quem me dedico de corpo e alma!

    Isso faz deles menos família? NAO!

    Isso faz com que aqueles familiares estupidos que todos temos, tenham algum direito divino a participar em ocasiões especificas da minha vida porque têm uma ligação de sangue comigo? NAO. 

     

    Nisto de títulos acho que o melhor mesmo é avaliar o mérito da pessoa... Se uma amiga, prima, independentemente de há quanto tempo faz parte da nossa vida está lá para nós, nos ajuda, nos apoia... É familia do coração e acabou!

    Confio no meu coração para me guiar até as pessoas certas, até agora pouco ou nada falhei...

     

     

     

     

     

  • 2 comentários

    Comentar post