Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Home Sweet Home

Este blog é o nosso reflexo. Conheçam as nossas aventuras, os nossos projectos, conheçam-nos a nós.

Home Sweet Home

Este blog é o nosso reflexo. Conheçam as nossas aventuras, os nossos projectos, conheçam-nos a nós.

  • Its a Cheety Mood

     

    Hoje não tenho um post pensado...

    Hoje sei que não deveria escrever, vão sair demasiadas coisas. Tenho esta péssima mania, se tenho um problema sinto que o tenho que resolver ou ter um plano de ação para estar bem, e quando digo bem é com sanidade mental. E por isso tenho que falar sobre ele, exaustivamente...

    Deve ser algum pirolito que numa das inumeras quedas que dei na vida avariou. 

    Chateeia-me quando pessoas que gosto muito me desiludem, que me magoem a mim ou a quem amo, que me façam querer abaná-los e perguntar "Porra mas que m**** é esta? Passaste-te? O tico e teco desertaram??" 

    Odeio sentir isto, sou péssima no perdoar, eu admito... O Carl é muito melhor nisso do que eu... Estou a tentar aprender, como pode ver está dificil. 

    Todas as famílias têm problemas, mas quando eles vêm de onde menos se espera é que me dou conta que ninguém é perfeito e que um dia estás bem mas no outro dia tens os teus alicerces mais importantes abalados...

    Detesto sentir-me assim... Vou lutar para esquecer, penso primeiro. Mas depois vem a revolta e pergunto "Mas será que deve ser assim? Não deveriamos nós enfrentar o boi pelos cornos e expressar o que sentimos? Sem filtros?" e depois penso... ah mas isso és tu que és "Honesta de mais"... tenho o coração na boca e isso não me ajuda neste tipo de situações, principalmente quando acho que alguém errou de forma tão grave que todas as células do meu ser se revoltam e se abanam! 

    E como lidar com isto? Não sei... esquecer não faz parte de mim, deixar passar também não...

    Deveria fazer?

    Deveria ser diferente? 

    Hoje louvo a ideia de ter este blog, escrever aqui talvez faça o efeito do falar exaustivamente sobre o tema e consiga ajudar-me a manter a sanidade mental...

    Acho que hoje me vou refugiar em brincadeiras de criança com a minha ervilhinha (sobrinha mais velha) e tentar preservar ao máximo o sentimento de magia no mundo dela...

    Quem me dera que no meu não tivesse de lutar tanto para me lembrar dela...