Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Home Sweet Home

Este blog é o nosso reflexo. Conheçam as nossas aventuras, os nossos projectos, conheçam-nos a nós.

Home Sweet Home

Este blog é o nosso reflexo. Conheçam as nossas aventuras, os nossos projectos, conheçam-nos a nós.

Quando queremos voar mais alto... O que fazer?

Agosto e Setembro sempre foram meses de instrospecção para mim.


Desde pequena que chegava a esta altura e sonhava em fazer as comprinhas da escola, organizar os livros, ler, preparar o material...

Eu gostava da escola. E por isso o meu ano terminava e acabava com base no ciclo escolar. 

Ainda hoje tenho sonhos em que de repente me lembro que não tenho ido às aulas ou que me esqueci dos exames... Aquilo enraizou-se mesmo. 

 

Estas férias para mim serviram muito para isso, já foi também faz dois anos e nas férias que comecei a meditação... Tenho tendência a tomar decisões mais importantes nas férias ou nos dias a seguir. Vá se lá perceber... 

Este ano não foi excepção e cheguei à conclusão que viver para estas duas semana do ano não vale a pena... 

Eu gosto do que faço... Muito... Se gosto às vezes de tudo? Não.

Mas acho que isso acontece em todas as áreas de negócio, mas há uma questão, e quando trabalhamos para nós? Para o nosso negócio?

 

Há certamente também pontos negativos de ser empregado e empregador, mas a verdade é que a liberdade e o facto de trabalharmos directamente e exclusivamente para nós, trará também um sentimento maior de recompensa. 

É um risco? Claro.

Ter que garantir a nossa sobrevivência, assegurada única e exclusivamente por nós, é um risco. 

Mas e as recompensas?

 

Ando a focar-me muito nas recompensas que isso poderia trazer...

E pronto ando a pensar de que forma poderia ganhar esta liberdade, excluindo claro o ganhar o euromilhões.

 

Por aí já houve quem estivesse neste ponto?

Conseguiram dar o passo?

Ou optaram por manter tudo na mesma. 

 

 

  • 6 comentários

    Comentar post