Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Home Sweet Home

Este blog é o nosso reflexo. Conheçam as nossas aventuras, os nossos projectos, conheçam-nos a nós.

Home Sweet Home

Este blog é o nosso reflexo. Conheçam as nossas aventuras, os nossos projectos, conheçam-nos a nós.

  • A música também inspira...

    Temos que inspirar as nossas meninas e meninos, e a Disney, tem uma responsabilidade gigante nesse papel.

    Todos nós crescemos com as princesas e histórias da Disney, geração após geração há sempre esse elemento comum. 

    Fico muito feliz que neste último ano a Disney tenha assumido essa responsabilidade e feito criações fantásticas e diferentes de tudo feito antes e até aqui. 

    A Moana é o primeiro filme da Disney sem um principe envolvido, no sentido amoroso da coisa. 

    E aqui a ideia é a aventura da Moana e testar os limites dela. 

     

    Esta música inspira-nos a nós crescidos a fazer por inspirarmos também os mais pequeninos.

    As nossas meninas e meninos têm de ser fortes e testar os limites deles porque é fora dos mesmos que encontram aventuras e essas vão certamente fazê-los crescer. 

     

     

     

     

    A música também inspira...

    Este filme faz-me voltar ao passado.

    Tardes no sofá com a minha querida mãe, tardes de chuva embrulhadinhas numa manta, a ver filmes. 

     

    É assim daquelas memórias especiais ❤

    oh meu deus e percebi agora que o filme já tem 20 anos, vou ali enrolar-me em forma fetal... 

     

     

     

    A música também inspira...

    Amar pelos dois sim... Mas só pelo ouvido. 

    Passo a explicar...

    Sim eu podia ter falado disto quando toda a gente falou, mas eu não sou assim. 

    Mas considerando que estou a ouvir esta música em repeat, bem a música realmente inspira. 

     

    A primeira vez que a ouvi não consegui concentrar-me na música mas apenas nos trejeitos do Salvador.

    Devo ser a única neste Portugal que não o conhecia mas a verdade é que sou meio desligada. 

    Já a irmã conheci apenas recentemente com a bela música que fez para o filhote. 

    Voltando ao Salvador, se por um lado o que me distraiu foi o que não gostei nele, acredito que é o que torne também esta música especial. 

    A melodia é bonita, as letras são sempre muito harmoniosas e felizmente com sentido.

    Sim que se formos analisar os grandes hits internacionais eu de facto não me identifico com músicas que dizem que prefiro ficar cega a ver o gajo a ir embora... coisas... vá se lá perceber.

     

    Ele... bem ele é ele. Acho que a versão dos dois é a melhor. Devia ter sido assim aliás... 

    Gostos não se avaliam, se vou começar a ouvir a música toda dele? Nop... tal e qual como da irmã só ouço uma ou duas que mais me dizem... Mas eu não tenho gosto musical é um facto. 

    Eu vou gostando de músicas, não de estilos, de cantores... Tanto ouço música clássica, como música brasileira, como música religiosa... ouço o que gosto e o que me toca no coração...

    Eu sugiro que façam o mesmo.