Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Home Sweet Home

Este blog é o nosso reflexo. Conheçam as nossas aventuras, os nossos projectos, conheçam-nos a nós.

Home Sweet Home

Este blog é o nosso reflexo. Conheçam as nossas aventuras, os nossos projectos, conheçam-nos a nós.

  • Virar a página...

    Eu lido mal com mudanças.

    Não gosto de alterar rotinas, gosto de ir aos mesmos sítios, com as mesmas pessoas, porque sei com o que posso contar.

     

    No âmbito profissional tento aspirar sempre mais e se isso implicar mudanças que seja... lido com os níveis de ansiedade o stress o medo o nervosismo mas sigo em frente. 

    Já muito tinha escrito aqui sobre o ambiente que vivia no meu atual local de trabalho, vim para aqui, contratada para dinamizar a empresa mais focada no canal online, mas o que encontrei foi uma empresa com uma cultura empresarial muito antiquada e extremamente resistente à mudança...

    Existem sempre barreiras à mudança isso é o normal, mas aqui é isso elevado a 100x pior. 

     

    O pior disto foi líder com chefias, homens, na casa dos 40... que coitadinhos entraram aqui por factor C, e que por tal defendem as quintinhas deles como se o mundo fosse acabar; e que sentindo-se ameaçados disparam em todas as frentes e prejudicam quem não devem.

    Já referi anteriormente, isto não é contra homens na sua generalidade que as mulheres também podem ser más chefias, mas no meu caso são todos homens...

    Para terem noção nos últimos 2 anos foram contratadas 7 pessoas, 6 homens, uma mulher.... Eu...

    Eu não implorei por um emprego aqui, eu estava noutro local onde era a melhor da equipa indiscutivelmente e eles quiseram que eu viesse. 

    O pior foi que no momento em que eu vim, uma disputa entre pessoas importantes na empresa fez com que as pessoas mais competentes começassem um infindável ciclo de saídas, que culmina agora com a minha própria saída. 


    Ontem apresentei a demissão, expliquei que tinha tido uma proposta muito boa e irrecusável e que estaria de saída. Nunca apresentei demissões (calma lá que só apresentei duas na vida... lol ) para renegociar condições acho que isso deve ser feito em momentos "normais" e que se uma empresa vê valor num funcionário deve sem dúvida reconhece-lo quando ainda pode. Eu nunca deixo que me reconheçam mérito quando estou de saída. 


    Nesta circunstância foi muito fácil tomar a minha decisão, de um lado um ambiente tóxico, em que me sentia prejudicada pelo meu sexo e a minha idade, em que via pessoas pegarem no meu trabalho de 2 anos e apresentá-lo como se delas se tratasse... Para um novo ambiente, similar ao que tinha no anterior emprego onde me dava muito bem, com uma chefia que sei que a única coisa que me poderá prejudicar junto dela é não desempenhar bem a minha função, não o meu sexo.

     

    Mas levo coisas muito boas daqui, pessoas que me ficaram muito queridas, pessoas extremamente profissionais e competentes, das melhores que já conheci. E isso é muito bom.

    Levo também uma Ellie mais crescida, menos fofinha e ansiosa por agradar a tudo e todos. Mais consciente e acredito que mais justa. 

    Felizmente sempre que tenho tido a vontade de mudar de ares a oportunidade tem chegado com maior ou menor rapidez, mas chega. 

    Sou uma privilegiada sem dúvida. 

    E agradeço. 

    Ontem foi um dia de emoções, perdoem-me a ausência, tenho que substituir a comida pelo blog, será certamente uma forma mais saudável de lidar com a ansiedade e o stress... tudo a seu tempo!

     

    E para celebrar esta mudança... ando a ponderar numa alteração de visual ao blog! :)

     

     

  • 2 comentários

    Comentar post