Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Home Sweet Home

Este blog é o nosso reflexo. Conheçam as nossas aventuras, os nossos projectos, conheçam-nos a nós.

Home Sweet Home

Este blog é o nosso reflexo. Conheçam as nossas aventuras, os nossos projectos, conheçam-nos a nós.

Domingo em família

Tinha várias ideias e expectativas de rotinas que devia implementar quando tivessemos a nossa casinha.

Uma delas seria os domingos de almoço ou jantar em família. 

Hoje, o segundo domingo nesta casa, é um domingo desses. De caos mas de amor. 

 

Tenho o coração cheio. 

 

 

 

 

O conhecimento é de todos.

Bem o prometido é devido e eu vou partilhar tudooooo com vocês.

Para quem já me acompanha vocês já devem ter percebido que quando tenho uma tarefa para fazer o meu objectivo é um...

Escolher a forma mais eficiente de a cumprir. 

Quer seja mudanças, quer seja cozinhar, seja o que for, até o caminho de casa para o trabalho, sou obcecada em tentar perceber a forma mais eficiente de o fazer... 

 

E relativamente às mudanças, sim porque organização da casa e dos espaços ainda não estou pro, mas mudanças enfim... Essas já dominei! muahahahah

Dicas preciosas...

 

Transporte de roupa

A forma mais fácil de todas as ideias que vi foi esta, que adaptei porque para fazer exactamente como está nas fotos são precisos sacos de lixo gigantes, no entanto, se adaptarem um normal e virarem ao contrario é muito mais fácil.

Ou seja, viram a parte aberta para baixo fazem um pequeno buraco na parte superior e enfiam a parte do encaixe dos cabides nesse buraco. Voilá.

Melhor forma de transportar roupa em mudanças e prevenir que as mesmas se sujem. 

 

 

Caixas

Utilizem caixas, pequenas, maiores, dependendo do que querem lá guardar mas nada de sacos e saquinhos... a não ser para ensacar as... pois bem caixas!

Eu utilizei caixinhas de outras coisas que tinha comprado para a casa para transportar os objectos mais pequenos e caixas de mudança tradicionais para tshirts, roupa interior, e afins. 

Nas caixas ESCREVAM SEMPRE o que está lá, de forma minuciosa e que vos pode parecer até estúpida, mas que vos vai facilitar tantoooo a vida, e não... não se vão lembrar depois com todo o cansaço e exaustão.

Devem também sempre, se tal for necessário, assinalar de forma visível as caixas que têm vidro e items frágeis, bem como a parte que deverá estar virada para cima. Assim evitam que a caixa errada esteja por baixo de tudo e sujeita a uma pressão que não pode ou deve suportar. 

Lembrem-se que se forem boas pessoas amigos e ajudantes não vão saber o que vocês lá enfiaram e vocês são apenas uma pessoa não vão poder controlar tudo e todos e com estas dicas toda a gente sabe o que pode e não pode fazer a uma determinada caixa. 

 

Ajuda

Aceitem.. toda a que puderem.

Este é um processo exaustivo.

Quando já fizeram a parte de mover as coisas, preocupem-se em colocar as coisas fora das caixas que são essenciais, cozinha e roupa. Não em organizar.

Só mais tarde, ao analisarem o espaço que têm, a disposição do mesmo poderão escolher o melhor sítio para cada coisa. Antes disso, desocupem caixas e fiquem com a cozinha operacional e com cuequinhas disponíveis. É o essencial. 

 

Tirem férias! Eu não sei se não teria tido um surto psicótico se tivesse feito as mudanças e a trabalhar ao mesmo tempo. 

Protejam-se, esta é já por si uma altura stressante, tentem evitar stresses supérfluo. 

 

Mais dicas virão. 

E vocês? Já descobriram a pólvora das mudanças? De uma rotina de limpezas? Partilhem... eu gosto de saber os vossos truques. E já dizia o outro, o conhecimento deve ser de todos. 

Mãos à Obra #25

Adoro flores, quero tentar que a minha casa tenha flores todas as semanas. 

Flores frescas, não há nada que me pareça mais reconfortante, que me transmita tanta alegria e energia positiva. 

 

Com esta ideia vou preferir utilizar flores verdadeiras que, mesmo já tendo visto artificiais lindissímas, continuam a ser as minhas preferidas. 

No interior da peça aquela espuma verde dos arranjos deve servir o propósito, e a letra? Bem talvez as nossas iniciais ou L de love, ou um coração....

Mas parece-me uma forma muito bonita e não tão tradicional como as tipicas jarras para por as minhas flores. 

 

O que vos parece?

 

b42709d75dc75332efa687925c53939a.jpg

 

 

 

 

As caras de enterro nos transportes públicos.

Tenho para mim que sou uma pessoa simpática.

Que tenho um ar de simpatia generalizado. 

Acho que a nossa postura também determina muito como nos sentimos e por isso, num dia de manhã, prefiro estar com um sorriso nos lábios do que a sentir-me ainda mais deprimida por ainda não ser sábado. 

 

No entanto a maior parte das pessoas não faz isto, e não, não estou a falar de apenas adultos que carregam todo o peso do mundo nos ombros, acontece com jovens, crianças, adultos, velhotes... Generalizado... 

Porquê???

Isso é altamente deprimente para quem vai à vossa frente. Já pensaram nisso?

Eu ali a tentar manter positiva e feliz e de repente isto:

 

 

 Não consigo, só hoje foram 4 pessoas, uma adolescente que parecia cristo a caminhar para a crucificação, uma senhora que parecia sem tirar nem por um doberman chateado... No metro a pessoa à minha frente tive medo que se tratasse de um psicopata tamanha era a expressão dele...

 

Minha gente não vai dar... pensem em coisas bonitas, positivas, nem que seja no facto de hoje ser sexta-feira e segunda-feira ser feriado. 

 

 

Ellie

 

Ellie & Carl # 10

Primeiro dia na casinha dos dois. 

Ela está sentada no sofá ele trata de alguma coisa na cozinha...

 

Ela: Mor... Eu estou a sonhar?
Ele: Oh linda.
Ela: A sério, às vezes tenho medo de estar a sonhar. De acordar e puff já não estou na nossa casinha contigo.
Ele: Não, não estás.
Ela: Tens a certeza? E se fores um sonho a querer enganar-me?
Ele: O 5º copo de vinho foi o último para ti, definitivamente não podes beber.

 

(Este evento teve uma estreita colaboração do vinho Rosário do Lidl que além de não ser caro é um dos meu favoritos e que depois de dois copos fiko k.o.)

A Casa Parte Final

Tivemos sorte de poder férias para todo este processo. 

Acho que fazê-lo conciliando o trabalho devia ser muito mais penoso.


Depois de arranjarmos o essencial, sim porque ainda tenho caixas espalhadas no quarto da bagunça ( o segundo ), ainda tenho coisas nas casas dos pais que se irão mudar gradualmente, agora estamos a tratar de por a casinha confortável e do nosso jeito.

 

Num dia mudei as mercearias duas vezes de sitio, reorganizei 3x os talheres... e cálculo que a fórmula que temos ainda não seja a mais correcta. 

Estamos em plena fase da adaptação, em que toda a gente diz o que acha e cabe-nos a nós filtrar o que achamos que funciona para nós e o que achamos que nunca funcionaria. 

 

Até agora estamos bem, sem chatices ou stresses, e não, não estou na ilusão de que irá ser sempre assim. 

Estamos a aprender a ajeitarnos um ao outro nas rotinas do dia-a-dia, no resto felizmente já nos ajeitámos à muito tempo. 

Acho que é sem dúvida uma grande mais valia já nos conhecermos tão bem. Ele sabe se alguma coisa me melindra mesmo que eu o queira esconder, e eu vice-versa.

O nosso foco agora é estabelecer rotinas, depois sim, passar para níveis mais altos.

 

As saudades dos pais é alguma... foi muito tempo e o hábito demora a passar.

Até agora sabe bem poder estar com ele sempre que queremos, acordar com ele, ver televisão com ele.... 

Até agora sabe bem o amor....

Agora é foco no futuro e viver um dia de cada vez. Este capítulo está encerrado... Uma nova página começa. 

 

 

 

 

A Casa - Parte 3

E depois das mudanças ( de tralha aqui e aqui ) chegou a parte para mim mais interessante, comprar os móveis que queríamos e montar. 

Quinta-feira de manhã fomos ao IKEA, levávamos todos os móveis na aplicação escolhidos, e tivemos bem nisso, não houve ali compras do momento. 

 

Como sabíamos o que queríamos foi uma visita rápida, passámos pela secção de móveis apenas para ver um ou outro que tínhamos alguma dúvida e directo para os acessórios, aí... aí despachamos algumas coisinhas que nos faltavam e que compensavam comprar lá, outras deixamos para a lojinha do chinês que é neste momento o sitio onde vou mais frequentemente e com assiduidade que daria direito a Nota 5 no ensino básico.

 

Depois vou reunir uma série de dicas que aprendi neste processo, mas realmente, eu pensava que tinha comprado muita coisa nas semanas e nos meses anteriores a esta data. Qual quê?

Faltava-me imensa coisa que nem dei conta até efectivamente ir à gaveta para pegar nela, por exemplo, saca rolhas, colheres de café, açucareiro!!, saleiro!!...

 

A tarde foi passada a montar os móveis... e deixámos um para sexta-feira porque já não havia paciência que aguentasse tanto parafuso e instruções. 

 

Quinta-feira, 20 de Abril, fica marcada como um dos dias mais especiais da minha vida, foi o dia em que finalmente eu e o Carl dormimos pela primeira vez na nossa casa, na nossa cama... 

Escusado será dizer que têm sido dias emotivos, andamos com as emoções à flor da pele, é uma enxurrada emocional que nunca tinha vivido. 

Mas tem sido perfeito.

 

Amanhã conto-vos as novidades, como estamos a lidar com tudo e claro planos para os próximos tempos. 

 

Obrigada

Beijinho 

Ellie. 

 

 

 

 

A Casa - Parte 2

Voltando à nossa aventura iniciada aqui.

Deixamos terça e quarta-feira para mudanças de coisinhas nossas dos respectivos quartos. 

 

Disclaimer minha gente, eu fiz as mudanças nas calmas, estávamos de férias, tínhamos todo o tempo do mundo, podia ter despachado tudo muito mais depressa mas, queríamos diminuir ao máximo o stress... e mesmo com este ritmo acabou por ter haver o stress que acho ser normal para esta situação. 

Era a saída de casa dos pais para os dois, a primeira experiência a viver sozinhos/com alguém... Portanto tenham piedade por favor. 

 

Pois bem, terça-feira começámos pelo quarto do Carl e coisinhas que estavam lá guardadas para a nossa casa, roupa, objectos especiais, destralhar muita coisa... Enfim...

Ainda faltam algumas coisinhas mas nada de mais.

Aí foi certamente um dia mais stressante para ele do que para mim que estava mais focada em ser o mais assertiva possível. 

 

Quarta-feira calhou-me a mim, no meu quartinho, aí os níveis de stress dispararam, a expressão ficha a cair ganhou todo um novo significado. 

Havia coisas que fazia questão de virem logo comigo outras virão com tempo.

A minha roupa, objectos essenciais e livros... 

Como disse ao Carl a minha casa só o sentiria como tal quando tivesse a roupa arrumada e a colecção do Harry Potter à mão. ( e que bem que fica na entrada juntamente com as edições ilustradas e com os funko pops que estarão a chegar!!) 

 

Quarta foi também o dia em que ao final da tarde mudámos o colchão e estrado da minha cama antiga para a caminha nova na nossa casa. 

Ainda não dormimos lá nesse dia... Mas poderíamos. 

 

Quinta-feira esse foi o nosso primeiro dia na nossa casa.

Mas quinta-feira fica para logo.

 

Beijinhos. 

Ellie

 

A Casa - Parte 1

Tenho muitas novidades, muitas coisinhas que quero partilhar com vocês, mas ainda não estou a 100%.

Amanhã quero atualizar tudo por estas bandas. 

Mas para começar...

Estou tãoooooooooo feliz, ando nas nuvens!

Foram dias cansativos, fiquei exausta em alguns para dizer a verdade, mas tenho o coração cheio de amor, carinho e sentimentos bons. 

Eu tentei durante a semana passada passar por aqui ou pelo Facebook (por acaso já fizeram like? Fica aqui para fazerem) mas foi-me mesmo muito dificil.

Era o cansaço físico, a enxurrada de sentimentos que toda esta mudança levantou... Não deu. 

 

Massssss, começemos pelo calendário de festas...

A semana passada foi dedicada as mudanças para a casinha nova e segunda-feira foi sem dúvida o dia mais stressante, essencialmente porque não dependia de mim mas sim de duas transportadoras diferentes, tenham medo de transportadoras, muitooooo medo. 

 

O drama srs e sras que é lidar com transportadoras, neste caso associadas à Conforama. 

Primeiro porque me indicaram que seria contactada no dia anterior para agendamento, enfim isso seria domingo de Páscoa... estava com receio que não acontecesse. 

 

No domingo de Páscoa estivemos no nosso refúgio familiar e eram já 21h quando me ligam para agendar a entrega da cama, depois de muita relutância e pouquíssima disponibilidade do sr, lá ficou agendado para 12h do dia seguinte.

Expliquei ao sr que teria nova entrega ao final do dia e que por isso era importante não haver atrasos ou pelo menos que houvesse aviso do sr a indicar tal coisa... Lá concordou.

Isto parecendo sempre que me estavam a fazer um favor, mas não, eu pagueiiiiiii por este serviço, serviço de bosta já agora, e ele achava que mandava na minha vida... tsss por favor...

Da segunda entrega, também da Conforama mas de outra loja, nem sequer tive sinal no domingo. (já fui... pensei eu)

 

Bem, segunda-feira, de manhã, pelas 8 da manhã recebemos sms a dizer que a entrega do sofá seria efectuada da parte da manhã... Oi? Como assim? Eu não tenho nada a dizer?? Lá ligamos para o sr a indicar que estaríamos sim disponíveis ao 12 mas que antes não porque estávamos fora de Lisboa. Ficou combinado para o final do dia...

 

Comecem a tirar apontamentos, os srs das transportadoras são donos e srs do universo, mandam na vossa agenda, na vossa vida, na vossa disponibilidade, mesmoooooo quando é um serviço pago...

Ou não mas julgam que sim. 

 

Enfim, eram 11:50 quando liguei para o sr da transportadora, ah e tal vou falar com os funcionários já lhe ligo para ver se há atrasos ou não... Vocês ligaram-me? Não pois não? Nem ele. 

Passei a hora seguinte a ligar-lhe visto que aconteceu o que eu já previa, atrasos... Fui almoçar e saí de lá eram 13h sem notícias do homem, ou de previsão de entrega...

Claro que está que aconteceu o expectável, quando cheguei ao sitio onde ia almoçar claro está que os srs me ligaram a dizer que estavam a 5 minutos, expliquei-lhes que o chefe deles era um incompetente e que iriam ter que esperar 20 minutos... Achei que se me tinham dado uma seca de 1h, 20 minutos não o iriam matar. 

 

Entrega conseguida lá fui eu começar a trazer coisinhas que tinhamos em casa do Carl para o ninho novo... Final do dia lá fomos nós as 18h (hora prevista da segunda entrega) para receber o sofá...

Nada, nada até as 20h... enfim...

Felizmente a minha sobrinha tinha decidido inaugurar a casa por mim... E teve tempo para brincar, jantar e fazer-nos companhia até finalmente o sofá chegar. 

O sr era simpático e em defesa dele a culpa foi da entrega anterior e do cliente anterior... mas...

A camada de nervos que apanhei deixou-me KO, mal sabia eu, o dia que iria ser o dia seguinte...

Mas isso? Isso fica para amanhã à mesma hora por estas bandas!

 

Beijinhos a todos

Ellie

 

 

 

Hoje quem escreve o post é o ❤

Depois da virose que nos atacou esta semana, procurámos refúgio na casa de família no paraíso... Para descansar e recuperar forças.

Foi um fim-de-semana muito bom, de passeio, muita calma, muitoooo bom tempo (repor vitamina D é essencial) e amor e sossego.

 

Foi também a planear coisas para a mudança, a pensar em como será esta nova fase, a descobrir coisas do passado... ainda (acho que durante os próximos tempos isto vai ser uma constante...) e foi tão bom, encheu o meu coração de força e de paz... tão necessária para esta nova etapa.

 

A preparar também coisinhas boas e lindas para a Páscoa, esta é uma das alturas que para mim tem mais significado, talvez por a questão religiosa da qual já fui mais próxima, mas associo sempre ao agradecimento pelo que temos.

Acho que é uma altura em que faço muita introspecção do que é a minha vida e muito agradecimento por ter tanta gente boa à minha volta. 

Gosto de no almoço de família ter sempre um miminho especial e este ano não será diferente. 

 

De resto por aqui estas duas próximas semanas serão mais complicadas de gerir, muitas voltas, muita coisa para tratar.

Mas tentarei vir cá ordenar as ideias e partilhar com vocês os avanços e recuos (sim que devem surgir!) que irão acontecer.

 

Obrigada, por todo o apoio que recebo daqui. 

É um orgulho as mensagens de carinho que me dão. 

O meu coração anda a 1000, está aqui emocionadíssimo com tudo, é uma altura muito desejada por mim, pelo Carl e pela família e mal posso acreditar que está mesmo aí...

(ui lagriminha no canto do olho...)

Enfim, muito obrigada!

 

 

 

 

 

 

  • Pág. 1/2