Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Home Sweet Home

Este blog é o nosso reflexo. Conheçam as nossas aventuras, os nossos projectos, conheçam-nos a nós.

Home Sweet Home

Este blog é o nosso reflexo. Conheçam as nossas aventuras, os nossos projectos, conheçam-nos a nós.

Amizade Veggie

Por razões relacionadas com a última crise que leram aqui...

 

Vou durante os próximos meses mudar a minha alimentação.

Quando se tem uma doença que não tem cura nem precaução e vos manda para a cama durante uma semana, bem... Tentamos tudo o que nos possam dizer que funciona. Reduzir a inflamação do organismo, comer alimentos mais naturais ... Há estudos que defendem que poderá ajudar.

 

Neste caso reduzir também drasticamente a quantidade de carne e peixe ingerida.

Bem ir ali muito perto do vegetarianismo, não sou extremista, não quero ser isto ou aquilo mas se tiverem receitas saborosas partilhem. 

Eu não vou ser radical mas vou fazer durante a semana pelo menos. 

 

Hoje experimentei com um chili mas sem carne e com quinoa.

Já fiz, cheira muito bem, veremos. 

Daqui a uns meses espero sentir diferença nas crises. 

 

IMG_20180218_181434.jpg

 

 

 

Quando o amor é infinito.

Este post não é sobre o Pim, é sobre o meu outro amor e a minha outra paixão.

A minha sobrinha a Pipoca M*. 

Já falei aqui sobre ela e sobre as aventuras que passamos juntos, mas ela chegou aos 4 anos em Dezembro e desde aí, sempre que estou com ela, há sempre o deslumbramento de alguma coisa nova que ela faz. 

Já deixou de ser o andar, os sorrisos, os abraços... Essas já estão adquiridas há muito, mas raciocinios super avançados e que não esperamos de uma criança de anos...

 

Falo de receber uma chamada em que a minha sobrinha me diz que morre de saudades minhas e que quer ir brincar à nossa casinha.

Falo de estar com ela a lanchar à mesa e ela a pegar-me na mão e a dar festinhas, feliz por estar ali comigo. 

Falo nos saltos e guinchos que dá quando entro em casa e em que me pede para brincar com ela um bocadinho.

Os jogos de escondidas infinitos lá em casa, seguidos de um só mais uma vezzzzz, para atrasar o máximo possível a despedida iminente. 


Falo do amor, aquele amor puro que ela nos dá, que ela me dá. É como se adivinhasse, nos dias em que estou mais em baixo ou zangada com o mundo e por acaso ela se cruza comigo é nesses dias que me divirto mais e que ela mais puxa por mim. 

É uma ligação intima, das mais intimas que tenho...

Aqueles olhinhos que olham para mim e me dizem só que me amam e que está feliz por estar ali comigo.

Guardo e guardarei para sempre o dia em que lhe perguntei qual era a princesa preferida dela e ela sem esitar respondeu que era eu... 

 

Tenho uma sorte com os meus sobrinhos, ensinam-me todos coisas diferentes. 

Na verdade a genética pouco ou nada interfere, a Pipoca M* se fosse do meu sangue não seria tão parecida comigo... Há tantas coisas, tantos detalhes. 

Só quero que seja sempre assim, esta cumplicidade, este amor incondicional. 

E quando forem grandes continuem a confiar em mim, a querer partilhar comigo estes momentos e tudo o que precisarem. 

 

Marta