Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Home Sweet Home

Este blog é o nosso reflexo. Conheçam as nossas aventuras, os nossos projectos, conheçam-nos a nós.

Home Sweet Home

Este blog é o nosso reflexo. Conheçam as nossas aventuras, os nossos projectos, conheçam-nos a nós.

Swasthya Yôga

Nunca me vi como uma pessoa calma o suficiente para fazer yôga...

Mas foi sempre uma curiosidade que tive. 

 

Pesquisei, descobri que existem uma imensidão de yógas, ioga, yôgas todos eles diferentes. 

Encontrei uma escola muito perto de minha casa que me falava de Swasthya Yôga e do método de rose. 

Fui pesquisar... gostei do que li.

A professora foi super simpática numa primeira abordagem por telefone, demorei dois meses, mas lá consegui ir fazer a aula experimental... As coisas acontecem quando têm de acontecer sem dúvida.

E continuei a voltar... até agora ja lá vão dois meses, não falei a uma única aula, alias faltei mas porque não me encontrava cá... Mas nem sequer pondero tal coisa... Aquela hora e meia a duas horas são algumas das melhores da minha semana e estou sempre ansiosa para que chegue. 

Acho que é mesmo o facto de não ser calma que me prender ao yôga e á capacidade que ele tem de me acalmar!

 

As aulas são longas duram entre hora e meia duas horas. 

Para a semana vou fazer pela primeira vez duas vezes na mesma semana, veremos como me sinto, até porque a longo prazo o objectivo seria fazer duas vezes por semana, mas primeiro quero consolidar a minha adaptação. 

 

Sobre o Swasthya Yôga... é o ramos mais tradicional do yôga, incorpora um bocadinho de todos os outros, o que me agradou especialmente. Teve ínicio num monge dançarino que queria ensinar as pessoas o que ele fazia e que o fazia tão feliz, assim se diz, porque os registos escritos há muito que desapareceram no tempo... 

Ajudou-me imenso com a parte respiratória e principalmente com a ansiedade. 

As posições de equilibrio para mim são as mais díficeis até porque é um método não assente em repetição mas permanência... para mim a permanência nas posições é o que tenho de trabalhar mais...

A flexibilidade nota-se rapidamente a melhoria.... 

A envolvente é a perfeita... 

Ando a estudar o método... ando a aprender mais. 

Não estou só no yôga estou também a trazê-lo para a minha vida. 

Este método não é nada restritivo, nem sequer impõe nada, se quisermos melhorar o nosso estilo de vida óptimo, se não faz só a prática. 

 

Como faço com tudo vou dando aqui follow up a vossas excelências. 

Fica aqui só um vídeo de uma coreografia que adoro... para ficarem com uma ideia. 

Esta foi do festival em portugal, é tudo feito com base em poses que treinamos numa aula normal só que aqui as mesmas devem durar apenas um segundo e o efeito da passagem de umas para outras deve ser o mais suave e harmonioso possível...

Ainda não estou neste nível como devem calcular... Lá chegarei no futuro....